Copy
View this email in your browser
Todas as quintas de Março às 21:30
CICLO DE CINEMA: COMUNIDADE

05 MAR «Nós» de Artavazd Pelechian
12 MAR «Vilarinho das Furnas» de António Campos
19 MAR «Os Índios da Meia Praia» de António da Cunha Telles
26 MAR «Que Estranha Forma de Vida» de Pedro Serra
 

Nós, de Artavazd Pelechian
União Soviética 1969 ‧ Documentário ‧ 24 min

Imagens de multidões, reencontros, enterros, e peregrinações tomam o tom do todo. Temos também montanhas e explosões que se combinam de forma cíclica e obsessiva como se pessoas, animais e natureza se movessem por uma intensa força telúrica numa irmandade contaminante que produz uma elevada força orgânica. “Nós” termina com um plano de um prédio com pessoas à varanda e o monte Ararat, símbolo bíblico de uma geografia identitária do povo arménio – fica um diálogo entre as imagens, mais uma vez, pelo poder da montagem que abre imediatamente um espaço de reflexão.

Artavazd Pelechian (nascido em 1938) é um cineasta arménio e verdadeira lenda do cinema, detentor de uma obra curta e inclassificável, entre o documentário experimental e um estilo atípico, inscrito numa poética do real fulgurante e reveladora. Foi o grande criador da “montagem à distância”, conceito que tem como base formal e de conteúdo a inscrição da ideia de contraponto e separação projetando as imagens para novas posições e lugares de representação e ‘’sensação’’. A estética de Pelechian insurge-se com uma extraordinária carga expressiva e os seus filmes, na maioria curtas metragens, são normalmente vistos como composições vibrantes entre imagem e som, onde a ausência da palavra permite expandir novos territórios interpretativos. Uma obra concisa, num total de cerca de 13 filmes, a destacar alguns deles: Skizbe (O Início, 1967); Menq (Nós, 1969); Obitateli (Os Habitantes, 1970); Vremena goda (As Estações, 1975); Mer dare (Nosso século, 1983); Verj (Fim, 1992) e Kyanq (Vida, 1993).
AUTOR DO MÊS
 SEAN BONNEY 
O poeta morto atenta de novo (1969-2019)

No recomeço da sua actividade, o Gato Vadio passa a eleger um autor do mês. Março é dedicado ao poeta inglês Sean Bonney. Mais do que um autor com actividade paralela na poesia e no ensaio, Bonney escreveu a partir das insuficiências de cada género. Falaremos dele no Gato. E vamos lê-lo ao longo do mês. As Cartas contra o Firmamento (Douda Correria, 2017) serão lidas na íntegra, e estão disponíveis na nossa livraria. Quem quiser traduzi-lo pode vir aqui ler o que daí resultar.

Ler mais sobre o autor do mês >
SEX. 13 MAR 2020, 21:30
O mapa cosmológico da cidade. Um périplo pelas condições extremas da poesia de Sean Bonney

Conversa sobre o autor e a obra com Nuno Moura (editor, Douda Correria), Miguel Cardoso (tradutor), Francisco Silva e Jorge Leandro Rosa (moderação). O serão abre um fim de semana dedicado a Sean Bonney que culminará na leitura integral das suas Cartas contra o firmamento no dia seguinte.

Ler mais sobre o autor do mês >
SAB. 14 MAR 2020, 21h30 | Leituras
Cartas contra o firmamento, leitura integral por Francisco Silva

«textos impressos, objectos estranhos e ilegíveis pelas letras se confundirem com as dedadas de óleo dos operários que os devolviam à luz. Linhas e linhas mudas que conservavam no seu silêncio uma força prestes a rebentar em todas as direcções. Melhor do que ninguém, o Sean entendeu a "ambiguidade básica do modernismo extremo": "a dialética da poesia radical significava que também era realizada na brutalidade do próprio capital". Estes "objectos poéticos" negros e oleosos rasgavam o código estético do mundo a partir do seu mutismo, ainda que "o grande silêncio [esteja] repleto de ruídos."»

Sean Bonney lê «Canção de embalar»
 

... e ainda no mês de Março...
 
Domingo, 15 de Março, 18:00
VJMutante
No 3º Domingo de cada mês, uma selecção de Curtas de Vídeo - Animação; Musicais; Publicidade e Outras curiosidades mixadas por VJMutante
Sábado, 21 de Março de 2020
Haverá Poesia
Programa a anunciar

Enquanto isso, aparece para folhear um livro, mergulhar na colecção de zines, matar saudades das bolachas, ou só para dizer olá :)
 
Passa palavra Passa palavra
Reencaminha Reencaminha
Abertos de quinta a domingo das 17:00 às 24:00.

Copyleft 2020 Saco de Gatos - Associação Cultural e Espaço de Intervenção Social


Queres mudar a forma como recebes estes emails?
Podes actualizar as preferências ou cancelar a subscrição
Email Marketing Powered by Mailchimp