Para mais informações, consulte o site do CEsA
Não consegue visualizar correctamente este e-mail? Visualize no seu browser.

CEsA publica relatório que traça perfil da diáspora da Guiné-Bissau em Portugal e França

No âmbito do projecto “Estudo diagnóstico da diáspora guineense em Portugal e França”, financiado pela Organização Internacional para as Migrações (OIM), o CEsA apresentou no mês passado o relatório de “Avaliação do Potencial de Desenvolvimento da Diáspora da Guiné-Bissau em Portugal e França”, no qual traça o perfil da diáspora da Guiné-Bissau em Portugal e França e analisa o contributo das comunidades diaspóricas para o desenvolvimento do país de origem. Esta investigação constitui a maior recolha de informação sobre migrações realizada até à data na Guiné-Bissau, que recorreu à organização de pontos-focais em 44 tabancas das sete regiões do país, além de entrevistas e inquéritos realizados em Portugal e França. A equipa do projecto é constituída pelo Prof. João Estêvão, o Doutor Alexandre Abreu, a Mestre Maria João Carreiro e o Mestre Fernando Sousa Jr., sob coordenação do Prof. Carlos Sangreman.


Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação reuniu com investigadores do CEsA

O Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação (SENEC), Prof. Doutor Luís Brites Pereira, visitou as instalações do CEsA/ISEG, a 23 de Outubro, onde teve oportunidade de conhecer o trabalho desenvolvido pelos investigadores do Centro. Ainda no âmbito da sua visita, o SENEC proferiu uma conferência sobre “A Cooperação Portuguesa e a Lusofonia Global”, para alunos de Mestrado em Cooperação Internacional e do Doutoramento em Estudos de Desenvolvimento, tendo traçado o perfil da Cooperação Portuguesa no actual contexto – nacional e global. O vice-presidente do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, Dr. Paulo Nascimento, integrou a comitiva, composta também pelos assessores do SENEC Dr. Gonçalo Marques e Dra. Alexandra Abreu Loureiro.


2015 será o Ano Europeu da Cooperação para o Desenvolvimento

O Parlamento Europeu aprovou, por larga maioria, a designação de Ano Europeu da Cooperação para o Desenvolvimento em 2015, ano de balanço dos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio e de definição de uma nova agenda de Desenvolvimento (já a partir do início de 2013). Será uma oportunidade para os diferentes actores europeus do sector (organizações internacionais como a UE, governos dos Estados-membros, academia, sociedade civil, sector privado) debaterem em conjunto o presente e o futuro da Cooperação para o Desenvolvimento Europeia no contexto global. No âmbito desta iniciativa, foi criado um portal, no qual qualquer pessoa pode deixar as suas sugestões de actividades para celebrar o Ano Europeu em 2015.

ODI organiza conferência de dois dias sobre o futuro da Cooperação para o Desenvolvimento

“Old puzzles, new pieces: development cooperation in tomorrow’s world” é o título da conferência que o think tank britânico Overseas Development Institute (ODI) irá organizar nos próximos dias 14 e 15 de Novembro, com transmissão em directo no site da organização. Dividido em cinco sessões, o encontro irá servir para debater o futuro da Cooperação para o Desenvolvimento, a emergência de novos actores e fluxos e os diferentes contextos e abordagens do sector. A última sessão centrar-se-á nos novos modelos de Desenvolvimento, tendo como horizonte temporal o ano de 2025.

OCDE abre concurso para jovens profissionais

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) abriu concurso para estágios de jovens profissionais, nas mais diversas áreas que vão desde a engenharia ao desenvolvimento. Os candidatos devem ter nacionalidade de um Estado-membro da OCDE e terem nascido após 1 de Janeiro de 1980. O prazo para apresentação da candidatura termina no próximo dia 27 de Novembro. Ler mais…

Relatório sobre o Desenvolvimento Mundial de 2013 dedicado ao papel do emprego

O Banco Mundial e o Overseas Development Institute divulgaram o Relatório sobre o Desenvolvimento Mundial 2013, este ano dedicado ao emprego e ao sector privado enquanto motor de desenvolvimento e de crescimento. O documento conclui que o emprego não é apenas fonte de rendimento para os trabalhadores: é também a base para a melhoria das condições de vida das comunidades; para uma maior produtividade e coesão social. Ler mais…

newsletter #12

CEsA - Centro de Estudos sobre África e do Desenvolvimento do Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) da Universidade Técnica de Lisboa investiga questões teóricas e aplicadas ao desenvolvimento político, económico e social a nível global e em particular nos países de língua portuguesa. Faz parte da Rede de Unidades de Investigação e Desenvolvimento financiadas pela FCT - Fundação para a Ciência e a Tecnologia.

O site do CEsA é actualizado semanalmente com informação útil para a comunidade académica. Consulte regularmente o site CEsA e o arquivo de notícias.

Consulte também
Dicionário da Cooperação
Memória de África e do Oriente
Mecanismo: Linhas de Financiamento
Copyright © 2012 Centro de Estudos sobre África, Ásia e América Latina, All rights reserved.
Email Marketing Powered by Mailchimp