Para mais informações, consulte o site do CEsA
Não consegue visualizar correctamente este e-mail? Visualize no seu browser.

[English summary below]


Inês Rosa - in memoriam

É com imenso pesar que o CEsA e a Coordenação do Mestrado em Desenvolvimento e Cooperação Internacional comunicam o falecimento de Inês Rosa, brilhante aluna do MDCI e futura doutoranda em Estudos de Desenvolvimento do ISEG. Conhecedora da Cooperação para o Desenvolvimento Portuguesa, assumiu, durante vários anos, cargos de direcção, nomeadamente dos Serviços dos Assuntos Comunitários do Instituto da Cooperação Portuguesa e, mais recentemente, enquanto vogal e vice-Presidente do Instituto de Apoio ao Desenvolvimento, até à sua extinção, em 2012. Como aluna de excelência, deixa um enorme vazio e saudade, e o maior reconhecimento pelo seu exemplo e contributo para os Estudos de Desenvolvimento do ISEG. (© Foto: Camões, IP)

 

CEsA/CSG acolhe Investigador FCT - candidaturas até 31 de Agosto


O CEsA/CSG – o centro de investigação em Ciências Sociais e Gestão do ISEG aceita candidaturas de investigadores/as doutorados/as que considerem o CSG como instituição de acolhimento no âmbito do Concurso “Investigador FCT 2015”. O período de candidaturas está aberto até ao próximo dia 31 de Agosto. Ler mais...

 

Prof. João Estêvão em entrevista a semanário cabo-verdiano A Nação


O investigador do CEsA Prof. João Estêvão deu uma entrevista recentemente ao Caderno Valor, do semanário cabo-verdiano A Nação. O economista, especialista em pequenas economias insulares, analisa a passagem de Cabo Verde de país em desenvolvimento para país de desenvolvimento médio. O Prof. João Estêvão afirma, nesta entrevista, que se assistiu a uma mudança de paradigma no país – de uma economia de dependência para uma economia de mercado, que depende do seu próprio desempenho.
 

Agência Lusa lança site dedicado aos “Dias da Independência”

“Dias da Independência” é o novo portal da agência noticiosa Lusa, dedicado às quatro décadas de autonomia de Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. O site reúne conteúdos produzidos pela rede de correspondentes da Lusa no mundo e pela sua redacção de Lisboa, procurando fazer um retrato desses seis países. Ao longo dos próximos meses, cada um dos países estará em destaque na página de abertura, à medida que se aproxima a data evocativa da sua respetiva independência.

 

Estudo sobre as percepções e relevância da Educação para o Desenvolvimento

A Fundação Gonçalo da Silveira e o Centro de Estudos Africanos da Universidade do Porto lançaram recentemente um estudo sobre as percepções e a relevância da Educação para o Desenvolvimento, no âmbito do projecto SINERGIAS ED: Conhecer para melhor Agir – promoção da investigação sobre a ação em ED em Portugal. O estudo procurar contribuir para melhorar o conhecimento sobre a ED em Portugal e sistematizar práticas e percepções sobre a ED junto de profissionais da Cooperação e do Desenvolvimento no contexto português.
 

Índice de Pobreza Multidimensional Global analisa 101 países em desenvolvimento

O Índice de Pobreza Multidimensional Global, agora divulgado, cobriu, na sua edição de 2015, 101 países em desenvolvimento, que detêm cerca de 75 por centro da população, ou seja, 5,2 mil milhões de pessoas. Deste universo, cerca de 30 por cento das pessoas (1,6 mil milhões) é identificada como multidimensionalmente pobre. O Índice deste ano revela que 62 % da população mais pobre não vive em Estados em situação de fragilidade.
 

Relatório da OCDE sobre Estados Frágeis e o impacto universal

O mais recente relatório da OCDE sobre os Estados em situação de fragilidade apresenta algumas novidades relativamente aos anteriores. Em vez da mera listagem que divide os Estados em frágeis/não frágeis, este ano a fragilidade dos Estados é avaliada em cinco dimensões: violência, justiça, instituições, base económica e resiliência. Há portanto um novo entendimento da multidimensionalidade das situações de fragilidade e a constatação de que se trata de um problema global: quando um Estado “falha”, todos os Estados sofrem. Este relatório é ainda um contributo para a definição e implementação dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda Pós-2015, cujo Objectivo 16 está relacionado com a Fragilidade de Estado, a Paz e a Segurança.
 

Aprovada a Agenda para a Acção de Adis Abeba sobre Financiamento para o Desenvolvimento

No passado dia 16 de Julho, foi aprovada a nova agenda de Financiamento para o Desenvolvimento – a Agenda para a Acção de Adis Abeba (AAAA), que procura dar novo fôlego aos compromissos assumidos pelos Estados para a mobilização de recursos em prol do Desenvolvimento. Trata-se da primeira de três conferências das Nações Unidas, que se realizam este ano, para discutir o futuro do desenvolvimento global para a próxima década e meia.
 

China reforma a sua política de Ajuda ao desenvolvimento: que implicações para África?

Este mês sugerimos a leitura da análise do Brookings Institute à reforma da política de ajuda ao desenvolvimento da China e das suas implicações para o continente africano. De acordo com esta análise, os empréstimos concessionais para a execução de projectos de infraestruturas de larga escala tornaram-se a modalidade com mais peso da ajuda ao desenvolvimento chincesa. De acordo com os autores, as expectativas sobre a reforma chinesa permanecem baixas.
 

Índice da Paz Mundial 2015: Guiné-Bissau como um dos países com mais melhorias em 2014

A Guiné-Bissau é um dos países que registou mais melhorias no último ano no índice da paz, de acordo com a Vision of Humanity. O Índice da Paz Mundial é liderado em 2015 pela Islândia, Dinamarca e Áustria. A Síria continua a ser o país menos pacífico do mundo, seguido do Iraque e Afeganistão. De acordo com o relatório de 2015 do Índice, desde o ano passado, 81 países tornaram-se mais pacíficos, enquanto 78 registaram uma deterioração das condições de paz. Pela primeira vez desde que o Índice foi criado, o Médio Oriente e Norte de África surge como a região menos pacífica do mundo.


Mecanismo: consulte as linhas de financiamento internacional disponíveis
Consulte no blogue do mecanismo as linhas de financiamento actualmente em curso, dirigidas a ONG portuguesas. 
 

[English version]

_ Inês Rosa – in memoriam
 
_ CEsA/CSG hosts FCT Researcher – call opened up to August 31st
Read more…
 
_ Prof. João Estêvão interviewed by Cape Verdian weekly newspaper A Nação
Read more…
 
_ News agency Lusa releases site dedicated to the days of Independence
Read more…
 
_ Study on perceptions and relevance of Portuguese Development Education
Read more…
 
_ Global Multidimensional Poverty Index 2015
Read more…

_ OCDE releases Fragile States report and its universal impact
Read more…
 
_ Addis Ababa Agenda for Action approved
Read more…
 
_ China reforms Aid policy: what implications for Africa?
Read more…
 
_ Global Peace Index 2015
Read more…
 
_ International funding opportunities for NGO
Read more...

newsletter #33

CEsA - Centro de Estudos sobre África, Ásia e América Latina do Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade de Lisboa (ISEG-UL) investiga questões teóricas e aplicadas ao desenvolvimento político, económico e social a nível global e em particular nos países de língua portuguesa. Faz parte da Rede de Unidades de Investigação e Desenvolvimento financiadas pela FCT - Fundação para a Ciência e a Tecnologia e integra o centro de investigação Ciências Sociais e Gestão (CSG) do ISEG.

O site do CEsA é actualizado semanalmente com informação útil para a comunidade académica. Consulte regularmente o site CEsA e o arquivo de notícias.

Consulte também
Dicionário da Cooperação
Memória de África e do Oriente
Mecanismo: Linhas de Financiamento
Copyright © 2015 Centro de Estudos sobre África, Ásia e América Latina, All rights reserved.
Email Marketing Powered by Mailchimp