Caso não consiga visualizar esta newsletter, entre aqui .
 
n° 272   19 Setembro 2016
 
FFMS
 
Siga-nos e partilhe a sua opinião no Facebook Facebook
Portugal Desigual - Um retrato das desigualdades dos rendimentos e da pobreza no país
 
 
 
Portugal Desigual
 
Novo site, hoje online
 
Várias vezes a pergunta foi feita e várias vezes ficou sem resposta. Quem é que perdeu mais nos últimos anos com a crise? Os mais ricos ou os mais pobres? Foi a classe média que saiu mais penalizada deste período? Nunca faltaram argumentos para defender as diferentes perspectivas. O que faltava eram os números.

A Fundação apresenta hoje o projecto digital Portugal Desigual. Desde 2009 até ao presente, a situação económica e social do nosso país alterou-se significativamente. Assim, considerou-se de absoluta importância acompanhar o fenómeno e prolongar o primeiro estudo da Fundação sobre Desigualdade, cuja análise terminava em 2009, conhecendo os efeitos das políticas de austeridade nas condições de vida das famílias.

Com este objectivo, apresenta-se hoje uma nova análise sobre os impactos da crise económica: o estudo “Desigualdade do Rendimento e Pobreza em Portugal: Consequências Sociais do Programa de Ajustamento”, da autoria de Carlos Farinha Rodrigues e cujas principais conclusões se encontram em Portugal Desigual.
 
 
 
 
Sabia que, entre 2009 e 2014, os 10% mais pobres perderam 25% do seu rendimento enquanto os 10% mais ricos perderam 13%?

No site encontra estatísticas e gráficos interactivos bem como um glossário e funções de ajuda à leitura, com explicações acessíveis de vários conceitos, como a diferença entre desigualdade e pobreza, a intensidade de pobreza, como calcular a linha de pobreza e o que é viver em privação material severa. Os textos, da autoria da jornalista Raquel Albuquerque, são acompanhados de entrevistas a vários especialistas, artigos do jornal Expresso e reportagens (realizadas pela SIC), ambos parceiros do projecto, que transportam o leitor para o campo da investigação jornalística sobre o tema.
 
 
Sabia que, os jovens com menos de 25 anos perderam quase 30% dos seus rendimentos?
Sabia que, entre 2009 e 2013, houve 19 países da UE onde a desigualdade aumentou? Portugal foi um desses países, assim como Espanha, Itália, Alemanha ou Suécia.
 
 
Sabia que, 8% de todos os trabalhadores por conta de outrem viviam, em 2014, abaixo do limiar de pobreza?
Sabia que, os salários dos homens sofreram uma redução de 1,5% entre 2009 e 2014, enquanto os das mulheres diminuiu 10,5%?
 
 
Sabia que, um em cada cinco portugueses vive com um rendimento mensal abaixo de 422 euros?
Sabia que, um quarto das crianças estava em situação de pobreza (24,8%) em 2014?
 
 
Sabia que, 6,3% da população empregada (incluindo patrões) viviam numa situação de privação material severa, ou seja, não conseguiam ter dinheiro para assegurar quatro indicadores numa lista de nove — incluindo pagar uma despesa inesperada, aquecer a casa, fazer uma refeição com peixe ou carne de dois em dois dias ou ter televisão, telefone fixo ou automóvel.
 
 
Desigualdade de rendimento e pobreza em Portugal
 
 
 
CONFERÊNCIA
 
"Desigualdade do Rendimento e Pobreza em Portugal: Consequências Sociais do Programa de Ajustamento"
 
Novo estudo de Carlos Farinha Rodrigues
 
23 SETEMBRO / 9h45
Lisboa, ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão
 
Com Michael Förster (Director do Departamento de Políticas Sociais da OCDE), Carlos Farinha Rodrigues (Professor no ISEG e autor do estudo “Desigualdade do Rendimento e Pobreza em Portugal: As Consequências Sociais do Programa de Ajustamento”) e Manuel Villaverde Cabral (Director do Instituto do Envelhecimento da Universidade de Lisboa). A moderação fica a cargo de Raquel Albuquerque (Jornalista jornal Expresso).

A entrada é livre, mediante inscrição prévia.
 
Inscreva-se aqui
 
 
Redes sociais
 
Acompanhe a actividade da Fundação no Facebook, Twitter, Youtube, Linkedin e conheça o Canal da Fundação na MEO (nº 505050) ou online.
 
 
A Fundação Francisco Manuel dos Santos tem uma política muito restrita sobre o envio de e-mails, não o fazendo em circunstância alguma sem a autorização do seu destinatário.
Caso deseje deixar de receber mensagens desta natureza, envie um e-mail para que o seu contacto seja retirado da respectiva lista. Muito obrigado.

© Copyright 2016 Fundaçao Francisco Manuel dos Santos. Todos os direitos reservados.
 






This email was sent to <<Email>>
why did I get this?    unsubscribe from this list    update subscription preferences
Fundação Francisco Manuel dos Santos · Largo Monterroio Mascarenhas, nº 1, 7º piso · Lisboa 1099-081 · Portugal