Caso não consiga visualizar esta newsletter, entre aqui .
 
n° 261   04 julho 2016
 
FFMS
 
Siga-nos e partilhe a sua opinião no Facebook Facebook
 
 
 
A democracia em sobressalto
 
XXI Ter opinião nº7
 
Desiludidos, desconfiados, esperançados, optimistas
Os recentes acontecimentos políticos no Reino Unido revelam uma ruptura profunda entre as classes etárias mais jovens e mais avançadas. Se fosse em Portugal, o resultado seria o mesmo? Sabe o que pensam os jovens portugueses sobre a democracia? A nova Revista XXI Ter Opinião nº7 faz uma reportagem-inquérito a jovens sobre a democracia e o sistema político, onde o tom das respostas anda entre a desconfiança e a desilusão, ainda assim não se apaga a esperança. Questionam-se os políticos, os partidos e os resultados da política.

Mais actual que nunca, a revista XXI nº 7 é dedicada ao estado da democracia e inclui artigos exclusivos do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa; Laborinho Lúcio; Diogo Freitas do Amaral; um texto exclusivo de Cas Mudde com dados eleitorais na Europa; António Vitorino e muitos outros.
Na “Democracia em sobressalto” encontra também peças de jornalismo visual; uma selecção das dez melhores séries de TV sobre política; um inquérito aos deputados de cada um dos partidos com representação parlamentar e uma visita guiada de João Paulo Cotrim aos principais cartoonistas portugueses das últimas décadas desde de Rafael Bordalo Pinheiro a André Carrilho – autor da capa da revista.
 
Compre já! Disponível na loja online com ofertas exclusivas
 
 
 
Encontros da fundação
 
Que democracia?
 
7 de Outubro
Lisboa, Chiado
Que democracia?
Democracia europeia vs. democracias nacionais é a sessão do Encontro que destacamos hoje, com Wolfgang Streeck e Vivien Ann Schmidt, moderados por Rebecca Abecassis.

É legítimo que o governo de um Estado-Membro se imponha a um conjunto de governos de outros Estados-Membros? A crise da União Europeia é uma crise financeira ou, fundamentalmente, uma crise de legitimidade política? Quem são os europeus hoje e o que esperam das suas democracias? Quais as condições para uma nação se manter membro da União Europeia? A União Europeia está dividida geograficamente nas questões dos valores?

Quando, em 1977, Portugal formalizou o pedido de adesão à CEE fê-lo, essencialmente, por razões internas, tendo como objectivo principal a consolidação da democracia em Portugal. Surpreendentemente, o que hoje se discute é, no entanto, se não é o projecto europeu a constituir a principal ameaça à democracia nos vários Estados-Membros. Ao longo de 60 anos, os Estados-Membros da União Europeia assinaram acordos que os obrigam a seguir valores e regras cada vez mais ignorados. A União Europeia está cada vez mais frágil e o descrédito aos olhos dos cidadãos é crescente. Os partidos das extremas esquerda e direita ganham força e os partidos tradicionais perdem energia. A legitimidade da União Europeia nunca foi tão questionada. Não só se questiona se as instituições europeias são democráticas como, além disso, se um maior aprofundamento da democracia europeia não será incompatível com a preservação da democracia nacional de cada Estado-Membro.

Esta é apenas uma das 8 sessões que compõem o dia, onde catorze oradores se juntam para reflectir e questionar a democracia.
 
Metade dos bilhetes já foram vendidos, reserve já o seu!
 
Redes sociais
 
Acompanhe a actividade da Fundação no Facebook, Twitter, Youtube, Linkedin e conheça o Canal da Fundação na MEO (nº 505050) ou online.
 
 
A Fundação Francisco Manuel dos Santos tem uma política muito restrita sobre o envio de e-mails, não o fazendo em circunstância alguma sem a autorização do seu destinatário.
Caso deseje deixar de receber mensagens desta natureza, envie um e-mail para que o seu contacto seja retirado da respectiva lista. Muito obrigado.

© Copyright 2016 Fundaçao Francisco Manuel dos Santos. Todos os direitos reservados.
 






This email was sent to <<Email>>
why did I get this?    unsubscribe from this list    update subscription preferences
Fundação Francisco Manuel dos Santos · Largo Monterroio Mascarenhas, nº 1, 7º piso · Lisboa 1099-081 · Portugal